Jairo Marques

Assim como você

 -

Jairo Marques, que é cadeirante, aborda aspectos da vida de pessoas com deficiência e de cidadania. Aqui, você encontra histórias de gente que, apesar de diferenças físicas, sensoriais, intelectuais ou de idade, vive de forma plena.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Cobrado pela ONU por saúde de pessoas com deficiência, Temer vai liberar R$ 500 mi

  Na tentativa de diminuir a pressão internacional e interna sobre atrasos e falta de atendimento em demandas básicas para pessoas com deficiência, como acesso à cadeira de rodas, próteses ou a equipamentos de correção de postura para crianças, o governo de Michel Temer deve anunciar nos próximos dias a aplicação de R$ 500 milhões(…)

Veja como candidatos reagem a uma entrevista de emprego em que o chefe tem Síndrome de Down

Um ONG espanhola, a “Verdiblanca Discapacidad”, resolveu fazer um teste simples para analisar reações do público diante uma entrevista de emprego em que o entrevistador, apontado no vídeo como chefe de contratação, tem síndrome de Down. Pablo Pineda mostra uma desenvoltura e senso de humor desconcertantes para alguns dos candidatos, que parecem não acreditar na(…)

Presidente da República cadeirante joga luz a ‘pecados’ abaixo do Equador

  É preciso muita coragem e muita consciência social e humana para alçar ao cargo político mais importante de um país, a presidência da República, uma pessoa cuja própria figura pode, a contragosto, presumir fragilidade ou incompletude. Pois foi exatamente isso o que o povo equatoriano “lacrou” para o mundo ao eleger Lenín Moreno, a(…)

Pai narra em livro a angústia e as aflições extremas de criar e de amar um filho com autismo severo

“A calhordice humana não falha”. Por alguns minutos, parei nessa frase, cujo contexto era de uma atitude preconceituosa, até ter fôlego suficiente para voltar a encarar o livro “Meu Menino Vadio”, de Luiz Fernando Vianna, que narra, com doses cavalares de conceitos pouco ditos, as agruras de ter um filho com autismo. E fui lendo(…)

Postulantes ao Oscar de ‘melhor filme’ colocam espectador para pensar na vida e nos outros

  Neste ano, a premiação máxima do Oscar, a de melhor filme, não será destinada a uma megaprodução puramente de guerra, de ficção, de aventura ou de universos fantasiosos, seja qual for o vencedor. O prêmio vai ser entregue a uma película que incentivou o espectador a pensar sobre aspectos controversos de sua própria vida(…)

Blogs da Folha

Versão impressa

Publicidade
Publicidade
Publicidade