Jairo Marques

Assim como você

 -

Jairo Marques, que é cadeirante, aborda aspectos da vida de pessoas com deficiência e de cidadania. Aqui, você encontra histórias de gente que, apesar de diferenças físicas, sensoriais, intelectuais ou de idade, vive de forma plena.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Celebridades pelos direitos dos surdos

Por Jairo Marques

Meu povo, aí nos seus pensamentos, uma pessoa prejudicada dos ouvidos, um surdo, tem capacidade de dirigir?

“Ahhhh, não, como ele irá se irritar comigo quando eu colar na traseira do carro dele e não parar de buzinar?”

“Não pode porque se a charanga der um problema ele não irá conseguir escutar as panelas batendo”

“Claro que não pode porque quando o guarda apitar para parar ele não estará nem tchum e seguirá em frente”

Não, “zente”, tudo isso só faz sentido na realidade de quem ouve. Surdos aprimoram suas acuidades visuais, sua atenção para o redor, seus reflexos, justamente para compensar um sentido totalmente ou parcialmente comprometido.

Surdos podem dirigir normalmente, desde que… passem nas provas escritas do Detran… Aêêêêê… Acontece o seguinte, muitas e muitas pessoas com deficiência auditiva se comunicam apenas em libras, que é a língua brasileira de sinais, oficial do país.

E me digam: qual órgão público deste Brasilzão respeita as leis e dispõe de intérprete de sinais??? Raríssimos… nem a Presidência da República zela, em discursos da dona Dilma, para que haja janela em libras.

Há surdos que aprendem a língua portuguesa, escrevem, falam (nem sempre com a clareza de um locutor de novela de rádio 8) ), que fazem leitura labial, os chamados surdos oralizados, mas essa não é a realidade de todos.

Por essa razão, hoje, Dia Nacional dos Surdos, uma campanha legalpracaramba.com.br começa a ganhar corpo nas redes pelo respeito aos direitos do galerê ‘malacabado’ do escutador de novela! 🙂

A apresentadora Sabrina Sato posa para a campanha em imagem preto e branco. Ela usa saia com vários detalhes e blusa. Nas mãos, a inscrição "Detran sem libras = surdo sem acessibilidade Crédito: Gustavo Scatena
A apresentadora Sabrina Sato posa para a campanha em imagem preto e branco. Ela usa saia com vários detalhes e blusa. Nas mãos, a inscrição “Detran sem libras = surdo sem acessibilidade Crédito: Gustavo Scatena

Várias celebridades toparam posar com a inscrição: “Detran sem libras = surdo sem acessibilidade”. A intenção, é chamar a atenção para a ampliação desse instrumento fundamental para essas pessoas viverem de maneira plena, assim como as legendas em programas de TV, para aqueles que sabem a língua portugesa.

A atriz Glória Menezes posa para a campanha com uma blusa florida. Nas mãos, a inscrição: Detran sem libras = surdo sem acessibilidade. Crédito: Gustavo Scatena

Pouco se conhece em nosso país, mas a cultura surda é extremamente rica, organizada e estruturada. Falar por meio de gestos envolve mecanismos evoluídos ao longo de anos e não é resultado de ficar mexendo os dedinhos, não.

Nos EUA, pelo respeito a seu modo de vida, seus direitos e suas necessidades para serem incluídos, os surdos param cidades, entraram em confronto com a polícia e ganharam força política imensa.

A atriz Regina Duarte também entrou na campanha e posou com a inscrição: Detran sem Libras = surdo sem acessibilidade A apresentadora Sabrina Sato posa para a campanha em imagem preto e branco. Ela usa saia com vários detalhes e blusa. Nas mãos, a inscrição "Detran sem libras = surdo sem acessibilidade  Crédito: Gustavo Scatena
A atriz Regina Duarte também entrou na campanha e posou com a inscrição: Detran sem Libras = surdo sem acessibilidade Crédito: Gustavo Scatena

A iniciativa da campanha é da jornalista Ivy Farias, que não tem nenhuma deficiência, mas é totalmente engajada em demandas de inclusão.

“Há dados internacionais que demonstram que o número de acidentes envolvendo surdos e ouvintes é praticamente igual. Surdos são extremamente visuais e atentos a cores e aos movimentos (também existem aparelhos que captam os sons de fora e transformam em cores que vibram dentro do carro).”

O apresentador, cantor e ator Ronnie Von participa da campanha. Na imagem, em preto e branco, ele usa jaquetas e segura na mão a inscrição Detran sem libras = surdo sem acessibilidade A apresentadora Sabrina Sato posa para a campanha em imagem preto e branco. Ela usa saia com vários detalhes e blusa. Nas mãos, a inscrição "Detran sem libras = surdo sem acessibilidade  Crédito: Gustavo Scatena
O apresentador, cantor e ator Ronnie Von participa da campanha. Na imagem, em preto e branco, ele usa jaquetas e segura na mão a inscrição Detran sem libras = surdo sem acessibilidade
Crédito: Gustavo Scatena

Não existem informações oficiais sobre quais Detrans e Ciretrans do Brasil possuem um serviço que atenta aos surdos.

O ator Leonardo Pacheco também é voluntário da iniciativa e posou com a inscrição Detran sem libras = surdo sem acessibilidade A apresentadora Sabrina Sato posa para a campanha em imagem preto e branco. Ela usa saia com vários detalhes e blusa. Nas mãos, a inscrição "Detran sem libras = surdo sem acessibilidade  Crédito: Gustavo Scatena
O ator Leonardo Pacheco também é voluntário da iniciativa e posou com a inscrição Detran sem libras = surdo sem acessibilidade
Crédito: Gustavo Scatena

Com certeza, com pressão social, vai ser mais natural vermos carros nas ruas com um símbolo azul de uma orelha colado no parabrisas. Entenda que ali haverá um motorista que não ligará muito para neuróticas buzinadas!

Blogs da Folha