Jairo Marques

Assim como você

 -

Jairo Marques, que é cadeirante, aborda aspectos da vida de pessoas com deficiência e de cidadania. Aqui, você encontra histórias de gente que, apesar de diferenças físicas, sensoriais, intelectuais ou de idade, vive de forma plena.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Até você, chef?

Por Jairo Marques

Meu povo, todo o mundo já está careca de saber que impera no Brasil uma farra em relação ao uso das vagas reservadas por lei a pessoas com deficiências e idosos. O embate entre quem precisa e tem o direito de parar sua charanga nos espaços delimitados com o povo folgado, anticidadão e que “não repara” que está passando os outros para trás é diário.

A gravidade desta questão, ignorada totalmente pelas autoridades de trânsito quando se trata de vagas em estacionamentos de locais privados, como se lá fosse terra de ninguém, é intensificada quando gente que influencia gente, gente com mais conhecimento, gente com status de bom moço também ajuda a passar a mão na bunda dos “malacabados”.

Uma leitora fiel do blog fez o flagrante do carrão importado abaixo, usando sem razão e sem direito uma vaga reservada, no último domingo (14), em um supermercado de bacanas, na avenida Heitor Penteado, na zona oeste de São Paulo.

Carro do chef Atala estacionado irregularmente em uma vaga de pessoa com deficiência

Carro do chef Atala estacionado irregularmente em uma vaga de pessoa com deficiência

O dono do carro é o badalado, estrelado e flambado chef internacional Alex Atala, que justificou aquilo que metade da humanidade justifica quando é pega de calças curtas: “num vi aquela marca ziiiigaaaante e aquele azulão no chão”.

A questão não é fazer nenhuma caça às bruxas, mas personalidades, a meu ver, precisam ter cuidado redobrado em sua relação a ações de cidadania. Grande reconhecimento, grande peso social, afinal, na hora de fazer comercial de margarina dando o aval de seu ‘bom gosto’ aos consumidores e ganhando um belo cachê, ser cidadão bacana conta muitos pontos.

Ou, como diria Stan Lee, o tiozinho que criou o homem-aranha, “com grandes poderes, vem grandes responsabilidades”.

Chef  Atala posando para foto em um de seus restaurantes // Karime Xavier-Folhapress
Chef Atala posando para foto em um de seus restaurantes // Karime Xavier-Folhapress

Atala estava acompanhado de um garoto quando estacionou em um espaço beeeem sinalizado. Mais chato ainda os pequenos tendem a aprender com o comportamento dos adultos… aff…

Bem, abaixo, a nota oficial que o chef divulgou, por meio de sua assessoria de imprensa, ao blog. Já tive a “honra” de ir a um dos restaurantes dele e, pelo menos, quase tudo era acessível (faltava cardápio em braile), agora, “di certeza”, a labuta dos “quebrados” tende a ganhar um grande aliado!

“Lamento muito o ocorrido. No domingo, fui ao mercado para deixar o lixo reciclado e, como o estacionamento estava vazio, me distraí e acabei parando de maneira inadequada na vaga, pois era a mais próxima do depósito de lixo.”

Blogs da Folha