Jairo Marques

Assim como você

 -

Jairo Marques, que é cadeirante, aborda aspectos da vida de pessoas com deficiência e de cidadania. Aqui, você encontra histórias de gente que, apesar de diferenças físicas, sensoriais, intelectuais ou de idade, vive de forma plena.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

A dança

Por Jairo Marques

Sou um “zé matuto” e pouquíssimo entendo dos movimentos de dança, de seus significados e de suas intenções objetivas.

Mas, por outro lado, sempre que vejo um espetáculo de corpos consigo me envolver emocionalmente com os giros, olhares, saltos e rodopios.

São diversas as iniciativas que levam a dança para pessoas com deficiência. Algumas muito boas, outras “marromenos”. E há uma evolução constante na integração entre os “quebrados” e os inteiros nessa arte.

E se acumulam os relatos de que dançar mexe com a autoestima, melhora a capacidade motora e estimula a integração dos “malacabados” em sociedade.

Essa ladainha toda é para abrir alas para o vídeo que segue abaixo, dica da Júlia Boarini, que quebre pedra comigo aqui no jornal!

A apresentação supera tudo o que vi de “bonito e emocionante” em peças de dança envolvendo cadeirantes. A sincronia dos movimentos é absolutamente perfeita, bem realizada e harmoniosa.

Trata-se do grupo “Axis”, que se apresentou em um reality show e deixou o povão pirando de achar bom!

Enfim, bom final de semana a todos e curtam o espetáculo!

[youtube rdLsRefSh58 nolink]

Blogs da Folha