Jairo Marques

Assim como você

 -

Jairo Marques, que é cadeirante, aborda aspectos da vida de pessoas com deficiência e de cidadania. Aqui, você encontra histórias de gente que, apesar de diferenças físicas, sensoriais, intelectuais ou de idade, vive de forma plena.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

No coliseu … sobre rodas!

Por Jairo Marques

Uma das experiências mais incríveis que já tive até hoje foi poder entrar, com relativa tranqüilidade, dentro do coliseu romano.

“Ahhh, tio, fala sério. Por que entrar num museu daqueles é tão bom?”

A construção, meu povo, datada de quase dois mil anos atrás, é um desafio total para quem tem algum tipo de limitação motora como eu. São ruínas de um tempo em que acessibilidade era palavra looooonge de fazer algum sentido.

E o que fizeram por lá? Tornaram um trecho do passeio, que é disputado por milhares de turistas do mundo todo, absolutamente fácil para ser feito por um cadeirante.

Pessoas com deficiência e seus acompanhantes não pagam para entrar no momento. Corte a fila e vá direto para o guichê “reservado”. Siga as placas sobre a rota “acessível” do passeio.

 

Foto do tio Jairo indicando a rota acessível dentro do Coliseu

Para chegar até dentro da instalação, há pedras um pouquinho sacolejantes, mas vale muuuuito a pena.

E o mais incrível: um elevador dentro da instalação que permite ver tudo do alto… foi maraviwonderful!!! É absolutamente proibido o uso do equipamento por outras pessoas!!!

Tio Jairo, todo pimpão, no elevador do Coliseu!

Ainda estou curtindo férias e, em breve, conto mais sobre como é a vida de um ‘malacabado’ em Roma!

Por enquanto, batam o olho nesse vídeozinho que fiz, com a ajuda da minha deusa Thaís Naldoni, sobre como é rodar sobre quatro rodas dentro de um dos maiores patrimônios da humanidade!

[youtube ?v=u0E0pXZH5V0]

 

Blogs da Folha