Jairo Marques

Assim como você

 -

Jairo Marques, que é cadeirante, aborda aspectos da vida de pessoas com deficiência e de cidadania. Aqui, você encontra histórias de gente que, apesar de diferenças físicas, sensoriais, intelectuais ou de idade, vive de forma plena.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Notas “mal-acabadas”

Por Jairo Marques

 BLOGUEIROS

Meu povo, rola amanhã (22) aqui em “Sum Paulo” um barato legalzudo demais da conta. É a “Oficina de Acessibilidade na Web” – seu  blog voltado para todos.

O lance é o seguinte, os pessoais do escritório brasileiro do W3C* – consórcio internacional que promove padrões para a Web – vão falar sobre conceitos, dar dicas e demonstrar como um diário virtual pode ser bacana de ser navegado pra qualquer tipo de “matrixianos”!

 

Bonequinho que representa a internet sentado no globo terrestre e o código www, da internet. Tudo em dourado. Um luxo!

 Para quem não saca o dialeto do blog, clica no bozo que eu explico que raios quer dizer “matrixiano”…

Eu ainda não sei se terei roupa para ir 😕, mas é uma dica valiosa e gratuita para melhorar a navegação, inclusive deste diário, para os cegões, surdões e cia.

Hum? Oficina de Acessibilidade na Web – Seu blog “para todos”

Que dia e que hora, tio? 22/03 das 14h às 17h

Qualé o rumo?: sede do CGI.br/NIC.br – Av das Nações Unidas, 11541 – São Paulo – SP

$$$?  Atividade gratuita, com vagas limitadas. Envie um email confirmando a presença para

Que mais? Dúvidas daniela.marques@s2publicom.com.br

INTERNACIONAL

Por diversas razões de ordem prática, de conhecimento, de preparo, optei por não abordar aqui no “Assim como Você” assuntos relativos ao povo com síndrome de down.

Mesmo assim, é óbvio que os vejo como aliados e combatentes da linha de frente dessa batalha pela construção de um mundo mais acessível e inclusivo para todos.

Então, hoje rendo homenagens todas ao “Dia Internacional da Síndrome de Down”.

 

Símbolo universal da Síndrome de Down, com um quadrinho verde, com o D, vermelho, com o O, amarelo, com o W e azul, com o N. Todos não muito certinhos! Um mimo

Por todo o país vão acontecer eventos para marcar a data. Em Sampa, vai rolar:

Relançamento do livro Instituto Olga Kos – Uma Visão Inclusiva

 MIS – Museu da Imagem e do Som – Avenida Europa, 158 – Jardim Europa, das 19h às 21h30

Exposição: “Uma Visão Inclusiva”

De 20 a 25 de março de 2012

MIS – Museu da Imagem e do Som – Avenida Europa, 158 – Jardim Europa, das 12h às 21h

Exposição “Pintou a Síndrome do Respeito”

Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo – Av. Pedro Álvares Cabral de 19 a 31 de março

 TEATRO

Zente, essa dica também é mais sensacional do que final do concurso de calouros do Raul Gil 😀 .

Até o final de abril, sempre aos domingos, às 19h, o Teatro da Vivo, em São Paulo, tem audiodescrição (aquela ‘converseira’ que transforma as ações em falas para auxiliar o entendimento da peça ou filme para os prejudicados das vistas) para o espetáculo:

“A Vingança do Espelho: a História de Zezé Macedo”.  Na peça, a atriz Betty Gofman narra a trajetória da grande dama da chanchada Zezé Macedo (todo mundo sabe que é! A dona Bela, da Escolinha do Professor Raimundo!!! 😉 ).

O passado da atriz em Silva Jardim, a perda do filho, a passagem pelo teatro de revista, os filmes e outras passagens marcantes de sua trajetória são mostrados de forma não cronológica.

Poxa, pensar que até pouco tempo cego no cinema era piada e na porta do teatro era pedinte… estamos evoluindo de verdade…

Na hora do espetáculo, o povo com dificuldade nos ‘zóio’ tem acesso a um aparelhinho, com fones, que vai narrar o que estiver rolando no palco. “Evidentchimente” que eu estarei lá, todo pimpão, testando o trem!

 

Flyer, com fundo amarelado, ilustrado pelas fotos coloridas, em primeiro plano, dos personagens em torno da foto central e maior de Stella (Betty Gofman), que interpreta Zezé Macedo. Ela usa peruca preta lisa e está com as mãos esticando os olhos. Da esquerda para a direita, Kátia (Marta Paret), jovem com cabelos louros anelados, sorridente, com as duas mãos segurando o rosto; Aluísio (Marcelo Varzea), com chapéu palheta e gravata borboleta; Luiz (Tadeu Mello), com terno e chapéu pretos e as mãos apontando para Stella; e Omar (Mouhamed Harfouch), com cabelos pretos crespos, blazer estampado e gravata borboleta. O título da peça, escrito com letras brancas, está sobre faixa vermelha

Quando que é, tio?  Aos domingos, até o final de abril

Que horas? 19h

Onde ? Teatro Vivo – Av. Chucri Zaidan, 860, em São Paulo

Quanto Morre ? O ‘galerê’ que é cego pode requisitar convite no email: livia@vercompalavras.com.brO restante do povão paga o valor da bilheteria, officourse

Blogs da Folha

Versão impressa

Publicidade
Publicidade
Publicidade